December 2007

You are currently browsing the posts from jpereira.eu written in the month of December 2007.

Escola de Mafiosos

Foi ao ler um comentário de um leitor do JN que me lembrei deste título.
Meus caros, se querem compreender as estratégias dos grandes “génios” de algumas das nossas empresas portuguesas, acompanhem a fundo o caso BCP.

Estes “génios” pouco se importam com entidades reguladoras, leis ou com os próprios accionistas. Todos os meios são justificáveis para alcançar o objectivo destes génios, o Poder.
Caso BCB no Jornal de Negócios

Nearly all men can stand adversity, but if you want to test a man’s character, give him power.

- Abraham Lincoln

Written by j.pereira on December 24th, 2007 with 2 comments.
Read more posts on Quotes and Business and Investing.

Valor estratégico e Open Source

E um bom Natal!

Surgiu-me a ideia de escrever a minha opinião sobre valor estratégico e software de código aberto, ou Open Source Software (OSS), enquanto lia as primeiras páginas de “CIO Best Practices: Enabling Strategic Value with Information Technology (Wiley Best Practices)“. A minha opinião é sobre de que forma as empresas podem concretizar os seus objectivos de negócio se tiverem o OSS do lado delas.

Então vejam qual é a minha opinião.

(more…)

Written by j.pereira on December 24th, 2007 with no comments.
Read more posts on Blogging and Open Source and Business.

Mudança, TI e negócio

A mudança está hoje indiscutivelmente associada ao mercado global onde nos encontramos e assim estará mais mais no futuro. Estar na liderança significa estar atento aos riscos e oportunidades que essas mudanças trazem. Aproveitar as oportunidades, combater os riscos e manter a visão é a fórmula para o sucesso. No entanto, estas mudanças significam alterações na forma como as empresas fazem negócio e inevitavelmente alterações estruturais dentro da empresa.

Inegavelmente, as TI (Tecnologias de Informação) hoje são um elemento indissociável às operações da empresa, por isso as TI terão de acompanhar essa alterações e evoluir de modo a criar e melhorar as capacidades operacionais necessárias para os objectivos da empresa, cada vez mais mutáveis.

Infelizmente muitas empresas ignoram esta associação e tendem a esquecer as TI por completo, resultando num erro que as levam a não conseguir agarrar as oportunidades e falhar os seus objectivos.

Para lutar neste mercado agressivo é imperativo investir em estratégias de TI iterativas que são ajustadas com frequência suficiente para manterem as capacidades operacionais da empresa de acordo com os objectivos de negócio. Apenas assim será conquistada e perpetuada a liderança.

Infelizmente em Portugal, muitas PME, e mesmo grandes empresas, não tem a mesma visão relativamente às TI. Conheço casos em que são contratados “responsáveis pela informática” que o único papel é fazer manutenção de sistemas. Um computador avaria, uma impressora que não imprime, um sistema operativo que está lento, etc etc. São estas as tarefas rotineiras e quase desprezáveis dos “responsáveis pela informática“. O problema é que a empresa não consegue perceber que esses “responsáveis pela informática” são, muitas vezes, ignorantes no que diz respeito ao negócio da empresa e que essas pessoas apenas estão a trazer prejuízo à empresa.
Pergunte ainda hoje ao seu “responsável pela informática” o que deve se feito para atingir o objectivo de negócio X. Pergunte-lhe de que forma ele está a contribuir para a visão da empresa. Peça-lhe para quantificar o retorno do seu ultimo investimento em sistemas de informação. Pergunte-lhe quais são as estratégias dele para os próximo três meses e de que forma essas estratégias estão alinhadas com os objectivos de negócio. Pergunte-lhe, ainda, que capacidades operacionais são necessárias para a empresa atingir os objectivos, e quais os sistemas de informação estão projectados para conseguir essas capacidades operacionais. Existem tantas perguntas que poucos “responsáveis pela informática” conseguem responder simplesmente porque eles não entendem o negócio e, mais grave, não entendem o papel deles.

Não contrate “responsáveis pela informática“. Devem ser criadas estruturas de gestão dentro da empresa e criar o papel de CIO. Um CIO deve entender o negócio da empresa tão bem como o responsável máximo da empresa. Deve conhecer o panorama do mercado, incluindo concorrência, oportunidades, riscos, factores geográficos, sociais, económicos e políticos que influenciam o negócio, fornecedores e clientes, etc. etc. Peça-lhe para criar estratégias e executar planos para melhorar as capacidade operacionais e consequentemente ajudar a atingir os objectivos da empresa. Dê-lhe autonomia e condições para colocar a empresa na liderança.

As TI transformam industrias e mercados. Tenha as TI do seu lado e não contra si.

Written by j.pereira on December 21st, 2007 with 1 comment.
Read more posts on Business and Technology.

Infoexclusão

O governo decidiu alterar o antigo programa de incentivo ao arrendamento pelos jovens, e fechou a porta 65. Ao mesmo tempo, o governo decidiu que quem não vê um bit de informática (e olhem que há muitos, mesmo com estudos superiores) também não teria maneira de abrir a porta 65. Isto claro ajudado pela incopetência da empresa de TI que montou o processo, a qual eu não consigo saber o nome pois o portal da porta 65 está em manutenção. Que conveniente…

Isto para muitos parece muito simples, mas acreditem que para outros isto é mandarim, mas eles exigem isto:
“A apresentação de documentos em papel é substituída pela anexação, ao processo, dos documentos digitalizados, de acordo com as seguintes regras:

  1. Os documentos devem ter, obrigatoriamente, o formato PDF;
  2. A cada documento deve corresponder um único PDF (ex.: contrato de arrendamento com várias páginas corresponde a 1 PDF);
  3. Deverá ter no máximo 200 dpi;
  4. Deverá ter formato A4;
  5. Os documentos deverão ser a preto e branco.”

O que se está a fazer aqui é adaptar o utilizador ao sistema, em vez de ser ao contrário. E pago eu impostos para isto??????

Written by j.pereira on December 20th, 2007 with 3 comments.
Read more posts on Blogging.

A incompetência perfeita

Assim são enganadas as empresas portuguesas quando lhes são vendidas soluções que supostamente suportariam um negócio, mas que na realidade apenas geram prejuízo.
Neste caso é uma loja de hardware que até tem os preços interessantes, no entanto quando alguem tenta aceder ao serviço online, fica logo com a sensação que vão ser enganados. A tal loja chama-se assismática e tem um canal web de venda que é a vergonha materializada.

Apenas vou lá para tentar ver os preços para usar como base de negociação com outros fornecedore (não vou ser parvo em comprar naquela loja seja lá o que for, nem mesmo uma pilha AAA) e sempre que lá chego, tenho de fazer uns refreshes até me desaparecer o bonito erro da plataforma .NET:

http://jpereira.eu/wp-content/file-gallery/untitled.JPG

Written by j.pereira on December 20th, 2007 with 4 comments.
Read more posts on Blogging.

Last news canada pharmacy <}`" buy prestiq a large product list. Order your medicine online by online pharmacy on phone or online order. How To Order Product Search FAQ Contact Us Login Page Purchased. Mail order shipping to USA from pharmacy online . Storage of products takes place only under appropriate conditions, we are responsible for integrity of packaging and proper transportation. Looking for where to buy drugs online? Canadian pharmacy >$@ medicines company helps to find on one page all the information about your medicine : the name of the analogues, method of production, of prices.